17 de nov de 2016

Curitiba registra uma nova ocorrência de roubo a cada 15 minutos

Um levantamento feito pela SESP (Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária) de Curitiba, apontou que o número de roubos cresceu, na capital, em 129% desde 2007, quando as estatísticas apontavam 3.747 registros de roubo na capital. Entre janeiro e março de 2016, segundo o mesmo levantamento, o número de ocorrências chegou a 8.569.

Ainda de acordo com uma pesquisa realizada pela GfK, uma empresa de pesquisa de mercado, o Brasil está entre os cincos países mais preocupados com a segurança pessoal, com 64%.

Preocupados com o aumento acelerado de roubos somados à falta de segurança pública na capital, moradores se veem obrigados a contratar segurança patrimonial particular, além de instalar cercas elétricas e câmeras de seguranças. Para o engenheiro Henrique Fogarelli, é um gasto adicional. ''Além dos impostos pagos todos os meses, preciso gastar muito mais para manter a minha família em segurança'', diz o engenheiro.

Pensando em ajudar os moradores na prevenção de roubos e demais situações desagradáveis nos bairros, uma startup criou o aplicativo ViZin. A ferramenta é gratuita e, segundo o CEO Eduardo Vieira, tem o objetivo de unir as pessoas em prol da segurança. 


(Imagem: Vizin.com.br)


O aplicativo, que está disponível na versão Android e iOS, tem a função da troca de alertas de segurança entre os usuários, a fim de evitar situações de risco. Os vizinhos podem criar um grupo e espalhar os alertas de prevenção.

''É um ótimo aplicativo, só assim podemos ficar atentos às coisas que vem acontecendo. Um ajuda o outro'', diz o cobrador de estação tubo, Marcelo Cardozo.

A princípio, a plataforma tem o foco em Curitiba e região, porém está disponível para todo o Brasil. Hoje, são mais de 5.000 mil usuários cadastrados em 21 estados e mais de 150 cidades.